Compartilhe Facebook Facebook Twitter Email ou Cadastre-se para receber SNA News por email.

SNA

SNA News
EDIÇÃO 020. 26/09/2013

Visite a SNA nas redes sociais: Facebook Twitter

Mônika Bergamaschi: produção do agronegócio em SP passa por fase de recuperação
A secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônika Bergamaschi, afirmou que etanol, a laranja e o café, produtos considerados, por ela, como vitais para São Paulo, estão com grandes problemas de rentabilidade. Segundo ela, que participou do 2º Fórum Nacional de Agronegócios, promovido pelo Lide – Grupo de Líderes Empresariais , em Campinas (SP), por conta de uma ausência de planejamento estratégico a nível federal, inclusive de total falta de transparência na política de formação de preços, o etanol passa a ser completamente inviabilizado ao ponto de chegar à atual situação no Estado, onde 40 usinas já fecharam.

Cenário é positivo para carne de frango no Brasil

Agronegócio segura a ‘peteca da balança brasileira’, diz Alckmin em fórum do LIDE

SNA cobra do governo resolução sobre sementes orgânicas certificadas

Manejo Integrado de Pragas da soja é essencial para produzir com sustentabilidade, diz pesquisadora

Mais notícias

Indústria de carne vive desafios nos EUA e auge no Brasil

BNDES prevê R$ 1,75 bilhão para financiar construção de novos armazéns privados no país

 

Brasil domina negócios de soja com a China em 2013

Veja outras notícias:
Radar Agronegócio da SNA


EDUCAÇÃO

Horticultura Orgânica - Módulo I (Básico)
O objetivo do curso é fundamentar o aluno a implantar e manter uma horta orgânica, trabalhando os conceitos básicos que permitirão o cultivo de uma variedade de hortaliças. É bom saber que o produto orgânico não é somente aquele cultivado sem uso de adubos químicos e agrotóxicos. Trata-se do produto limpo, saudável, advindo de um sistema de cultivo que observa o cuidado com o meio ambiente. É destacar que a agricultura orgânica promove a fertilidade do solo, a conservação dos recursos naturais e o aumento da biodiversidade. O solo é a base deste tipo de produção agrícola.

Gestão integrada de resíduos orgânicos
Através da aplicação de modelos de compostagem que usam biodigestores e composteiras, e da utilização de técnicas e tecnologias para manutenção de sistemas de tratamento de resíduos, a gestão integrada de resíduos orgânicos busca reduzir o impacto e a degradação no meio ambiente, e favorecer a reciclagem de lixo. O programa aborda, entre outros assuntos, conceitos e definições, instalações, tratamento, manejo, planejamento e destino para a produção.

Identificação de plantas medicinais
Em plena expansão, o mercado de fitoterápicos e plantas medicinais tem futuro promissor no Brasil. Os produtos formulados a partir de plantas medicinais representam 8% dos medicamentos comercializados no país e 15% da fatia internacional. Embora ainda não existam dados oficiais sobre o alcance do mercado interno, a estimativa da Associação Brasileira de Fitoterapia (Abfit) é de que ele movimente US$ 1 bilhão por ano.

Conheça os programas de curta duração, que a SNA oferece através da Escola Wencesláo Bello, na Penha e veja como se inscrever: http://sna.agr.br/extensao/

agenda

27 a 29/09
Encontro de Adubação de Pastagens da Scot Consultoria - Tec-Fértil
O evento, que acontecerá no Centro de Convenções Ribeirão Preto (SP), reunirá profissionais ligados ao mundo das pastagens para expor as novas tecnologias, manejo e tendências na área. Especialistas do segmento debaterão, durante dois dias, o que deve e o que não deve ser feito na adubação de pastagens.

26 a 28/09
6º Agrotecno Leite
O evento será realizado na Universidade de Passo Fundo (RS) e terá três dias de programação. A feira pretende levar o que há de mais recente em tecnologia e pesquisa para os produtores de leite da região, ao criar um espaço de transmissão de conhecimento para o desenvolvimento da cadeia produtiva.

29/09 a 03/10
27º Congresso Brasileiro de Microbiologia (CBM)
Organizado pela Sociedade Brasileira de Microbiologia (SBM), o evento, que acontecerá no Centro de Convenções de Natal (RN), promoverá cursos, workshops e mesas redondas que abordarão temas relevantes e atuais do setor.

ANIMAL BUSINESS BRASIL

Destaques DESTA EDIÇÃO

High Tech no apoio ao diagnóstico veterinário
A medicina veterinária brasileira está conseguindo acompanhar os grandes avanços internacionais em termos de métodos, sistemas e equipamentos. Hoje, estes progressos são considerados indispensáveis para um diagnóstico seguro, reduzindo tanto o risco quanto o tempo dos diferentes procedimentos e, às vezes, até mesmo o custo. No campo da hematologia, por exemplo, um hemograma completo pelo método antigo demorava muito e dependia demais da capacidade e do treinamento do técnico. Hoje, com os equipamentos digitalizados, a precisão aumentou bastante e o tempo foi, drasticamente, reduzido.

Brasil diminui quantidade e melhora qualidade do Puro Sangue Inglês
Na América do Sul, o Brasil ocupa o segundo lugar na criação do cavalo Puro Sangue Inglês (PSI), atrás da Argentina. No entanto, no que se refere à qualidade, a criação brasileira está no mesmo patamar do vizinho, segundo opinião do advogado e criador de cavalos Flávio Obino Filho. Atualmente, diz o criador, não há mais espaço nos leilões para os cavalos de média qualidade. “É que os R$ 15 mil gastos, em média, para produzir um potro, dificilmente serão recuperados se ele não for de boa qualidade”, afirma.

Mel com biodiversidade
A cadeia apícola que envolve a criação de abelhas melíferas africanizadas tem crescido no país nos últimos 20 anos. No estado do Rio de Janeiro, um dos maiores centros consumidores de mel do Brasil, a apicultura reúne somente dois mil produtores, número insuficiente para atender a demanda interna, que supera 1,5 mil toneladas por ano. Na região metropolitana, é comercializado, principalmente, o mel da floração de eucalipto e laranjeira, vindo de outros estados. No entanto, a produção mais procurada é a dos apicultores fluminenses, principalmente por causa da qualidade, reconhecida pela isenção de resíduos de agrotóxicos.

Sociedade Nacional de Agricultura
Av. General Justo 171, 7° andar, Centro. 20021-130. Rio de Janeiro, RJ. Brasil
+55 (21) 3231-6350

Parceiros: