Compartilhe nas redes sociais!

A colheita do milho segunda safra 2021/22 atingiu 71,20% da área no Brasil, contra 63,40% na semana anterior, com alguns estados na reta final dos trabalhos, divulgou na última sexta-feira a Pátria AgroNegócios.

O percentual está à frente dos 53% registrados no mesmo período de 2021 e dos 66,50% da média dos últimos cinco anos. “Mato Grosso, Rondônia e Tocantins já se aproximam da conclusão dos trabalhos de campo, com boas produtividades registradas nestas localidades”, indicou a consultoria em nota.

Levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgado também na última sexta-feira indicou que a colheita do maior estado produtor do cereal atingiu 97,95% das áreas, um avanço semanal de 3,90%.

Depois de realizar o plantio mais rápido da história, devido à colheita da soja no período ideal, a colheita de Mato Grosso supera os 84,19% registrados um ano antes e a média histórica de 90,63%, segundo o Imea.

Das sete regiões acompanhadas pelo instituto, em cinco os trabalhos já superaram 99% das áreas. A mais adiantada é o Nordeste, com 99,94% da área colhida.

Sobre os demais estados, a Pátria destacou o forte avanço na colheita no Paraná, que supera 50% depois de atrasos nas últimas semanas. Na análise anterior, os trabalhos paranaenses haviam atingido 35,50% da área.

“Entre os estados mais afetados por perdas, destaque para Goiás, onde a média estadual não deve superar os 80 sacos por hectare”, acrescentou a consultoria.

Fonte: Reuters
Compartilhe nas redes sociais!